quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Venha meu Poeta




Venha meu Poeta

(Quinteneto)


Acordo no meu espaço.

Essa tristeza amordaço
Nessa manhã tão errada
Ouço uns passos na escada
Faltando tua voz amada
Infeliz, lençóis desfaço.

O tempo anda na calçada
E tropeça nas esquinas.

Joga horas bailarinas
Um tempo que não sei parar
Na cidade vai se alastrar,
Mas não querendo me alarmar
Fecho, com medo, as cortinas.

Tento essa dor assimilar,
Mas ela sempre crescente
Continua, e quer me castigar.

O meu futuro é ausente
Caminha, manso na rua
Com o passado pactua
No presente, restitua
O nosso amor envolvente.

A lembrança sorridente
Voando como uma miragem
Vai me levar nessa viagem
Sempre viva em minha mente.

Venha com a pele inquieta
Àquele olhar silencioso
E seu querer amoroso
Nesse dia que é chuvoso
Escrever versos meu Poeta!


Lully


Conheça as regras do Quinteneto
clicando no link abaixo.
Quinteneto

4 comentários:

Rosangela Colares disse...

Muito bom ler poemas feito por vocês dois queridos poetas Daniel e Lully.

Beijo

Lully disse...

Querida Rosangela, fico realmente contente com sua graciosa visita, e por apreciar o meu Quinteneto.
Muito obrigada!

Beijo

Lully

Anna D'Castro ou... disse...

Queridos: Lully e Dom!

Parabéns pelo Quinteneto e pela criação do Blog.

Vocês têm uma sintonia perfeita.

É muito bom para a poesia a vossa inspiração... todos ganhamos...

Já vos estou seguindo... Legal sou a primeira a dar o 'arranque inicial'... Vamos chamar os amigos e admiradores do Recanto das Letras e do Facebook.

Agora um convite:
Visitem o meu blog de poesia o "FLORES SELVAGENS"... me sigam e deixem os vossos comentários também, ficarei muito feliz com a vossa presença.

Já estou na torcida pelo belos trabalhos que se 'avizinham' por aqui.
Beijos
Anna

Lully disse...

Anna querida é um prazer tê-la aqui, muito obrigada, irei visitá-la sim com muita alegria!!!
Beijos

Lully